terça-feira, 27 de abril de 2010

Nazis & Comunistas Colaboram

Nazis e Comunistas organizam greve em Berlin, 1932

Sindicatos Nacional-Socialistas e Comunistas tiveram um grande papel na organização da greve ao transporte público em Berlin, em novembro de 1932. No começo de novembro, a Berliner Verkehrsgesellschaft" (BVG), uma organização de transporte municipal, anunciou um corte de salários. Devido à severa crise econômica, simplesmente não havia dinheiro suficiente para pagar todos seus empregados. Eleições parlamentares estavam marcadas para o dia 6 de novembro, e Comunistas e Nazis esperavam progresso significativo se fizessem um bom papel em uma greve contra a BVG. O "Revolutionäre Gewerkschaftsopposition" (RGO) Comunista e a "Nationalsozialistischen Betriebszellenorganisation" (NSBO) Nacional-Socialista simplesmente passaram na frente dos sindicatos moderados no comitê de greve gerais. Isso estava de acordo com Ernst Thälmann, o chefe do KPD (Partido Comunista Alemão), que havia dito em outubro de 1932: “Quando as greves começam a ser organizadas em firmas e companhias, é absolutamente essencial e desejável que Nazis sejam convidados a fazer parte dos Comitês de Greve”.

Isso era parte da “estratégia da frente comum de baixo” recomendada pelos oficiais de alto escalão do Comintern (pró-soviético). Ao invés de formarem alianças com os moderados Social-Democratas (apelidados pelos Comunistas de “Social-Fascistas”), os Comunistas juntaram as colunas com os igualmente extremos Nazis. As SA de Hitler e Comunistas marcharam juntos pelas ruas de Berlin – até mesmo destruindo ônibus cujos motoristas que ignoraram a chamada à greve.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário