quinta-feira, 18 de março de 2010

Piratismo Racista


A White International

Download em .pdf

A maior parte da Luta Racial hoje continua a nadar contra a corrente do tempo e da adaptação e a afogar-se em um mar de jargões & “códigos de honra & conduta” totalmente castrados & impotentes. A velha estética e “moral” sendo vestida, revestida, travestida e já esfarelando-se aos pedaços de tão desgastada. A postura militar, adotada voluntariamente, por soldadinhos de chumbo fetichistas, não tem surtido muito efeito no Sistema, e isso não é nenhuma surpresa, já que continua chorando por “métodos honrados” TOTALMENTE PREVISÍVEIS em uma luta contra os inimigos mais desonrados & inescrupulosos de todos!

Como faremos a Causa decolar de uma vez e ir para frente? Que há muito papo e pouca ação não é novidade, mas e quando o problema é que até mesmo o papo & as idéias são fracas e decepcionantes? Nós somos a maior oposição ao Sistema, nós somos os mais radicais – rebeldia pura. Essa é a única “estética” que precisamos. Um espelho de ponta cabeça para o Big Brother, o Sistema do avesso.

Olhe para os coelhos-humanos do PeTA ou da Animal Liberation Front, até mesmo eles estão utilizando de métodos mais extremos & radicais do que nós. Enquanto alguns de nós recitam poesia ou arrotam nostalgia militar, os papa-alface da ALF não pensam duas vezes antes de mandar um laboratório de milhões de dólares para os ares, ou um segurança “dessa pra melhor”, num esforço mais-que-humano de organização e planejamento calculosos para salvar um vira-lata ou um hamster.

O que iremos discutir aqui anda lado a lado com o, já conhecido, conceito de Lobo Solitário. E vai muito além de táticas empregadas, trata-se, para começar, de uma mentalidade, uma maneira de pensar e enxergar as coisas. Estamos falando, obviamente, de:

Pirataria Racial ou Piratismo Racista

Cortando direto a raiz da questão, vamos falar sobre os códigos e regras de condutas que tão freqüentemente são escritos por outras pessoas para nós. Regras & leis são feitas de controladores para os controlados, de reis para servos, de mestres para escravos, de generais para soldados. A idéia de qualquer tipo de regra é uma concepção totalmente hierárquica do mundo. Comunidades naturais orgânicas e saudáveis não precisam de regras externas impostas, pois elas já possuem tabus e um senso comum implícito, e de acordo com a maioria, ao contrário das caóticas sociedades multirraciais em que vivemos hoje.

Aceitar as leis dos outros voluntariamente é a característica de um tolo, de um escravo moral, de um abanador. Aceitar voluntariamente as concepções de mundo, ideologia, códigos de conduta & comportamento, modo de pensar de outros, sem o devido julgamento-crítico próprio, é a característica de um retardado mental, de um atrasado, de um “excepcional”, que é incapaz de julgar, por si próprio, de acordo com sua moral pessoal, o certo do errado, o bem do mal.

Ser um Pirata é pra quem não está à procura de líderes nem de seguidores. Pra quem não tem a pretensão ou a ilusão pessoal de grandeza ou possui uma deficiência mental de julgamento ou uma minúscula auto-estima. Ser um Pirata Racista é ser um indivíduo independente & livre, é associar-se voluntariamente com pessoas que respeita e que considera seus semelhantes.

O termo Pirata, ou Piratista, foi escolhido por eles tratarem-se de indivíduos independentes, associados livremente, violentos quando julgam necessário, totalmente amorais, acima & além de qualquer lei, regra, comando externo ou hierarquia terrena. Ao contrário, ele rouba & sabota esta, ao surgir a primeira oportunidade.


Olhe para a Jolly Roger, contemple a bandeira Pirata. Ela esfrega o símbolo da morte na cara de seus inimigos. É o terror psicológico que corre na espinha, cria o suspense e amedronta o adversário, minutos de antes da batalha. Ela é preta, não há como colocar cor alguma por cima, não há como escrever algo, não há como impor algo sobre uma bandeira negra, ela é a negação de todas as outras cores. É a bandeira da Autonomia e da Independência. Apenas um Pirata Racial pode colocar outro símbolo nela, e esse símbolo é o símbolo da Raça Branca. Você já viu outras raças utilizando a bandeira pirata? Não.

O Sistema

Uma vez em que chegamos ao consenso de que todos os governos nas nossas terras Brancas são anti-Brancos e tentam nos oprimir, nos calar, nos ilegalizar e nos acorrentar em suas masmorras, fica claro & declarado que eles são nossos inimigos. Que eles estão ativamente colaborando com a destruição & extinção racial Branca. Não há dúvidas sobre isso.

Também não há dúvidas hoje de que esse mesmo Sistema está afundado até o pescoço em débito com os bancos judaicos ou capitalistas brancos traidores e que nenhuma “tomada de poder” ou “vitória em eleições democráticas” – o que jamais, JAMAIS acontecerá – mudará as bases endividadas & corrompidas do Big Brother, ou do Calcanhar de Ferro do Sistema. Ainda nos resta alguma dúvida da necessidade de cair fora desse corpo podre e fedorento, ao invés de seremos arrastados por ele para as nossas mortes? Ou pior, cultuá-lo e “respeitá-lo”?

Olhem para as nossas terras, ocupadas hoje pelos amantes de camelos & cocôs marrons desse mundo, é possível sequer falar sobre um socialismo realista & prático? A última vez em que pudemos falar sobre a possibilidade de instalar um Socialismo Branco foi em 1950. Nesse Sistema não há a possibilidade de ‘retorno’. Nós atravessamos o ponto de Não-Retorno sessenta anos atrás. A única solução é incinerar, cremar, esse corpo podre e recomeçar do zero. Chegando nesta conclusão, é tão difícil de ver que, talvez, a atitude dos Anarquistas é esperançosamente convencional para nós neste momento? É hora em que o ódio aos pilares do poder & aos seus mestres deve fermentar e despertar uma força destrutiva dentro de você.

O que iremos falar sobre aqui é secessão & supremacia individual. Sobre uma total emancipação mental & pessoal desse Sistema corrupto, nojento, destrutivo, anti-Branco, controlador, imoral, desprezível, malfeitor, canalha & de todos os seus agregados. A maneira como o Piratista Racial lida com a emancipação física é uma escolha individual, acima do meu, ou de qualquer outro, julgamento.


O Pirata

O Pirata Racista, nesse momento, está totalmente livre de qualquer concepção hierárquica do mundo. O Pirata Racial vê que, ao seu redor, o Inimigo está cagando regras, códigos & leis. E essas regras, códigos & leis não são nossos. Códigos, regras & leis são invenções humanas, não há nada de supremo ou superior, por natureza, neles. Uma vez que isso esteja compreendido, o primeiro, e mais longo, passo foi dado.

Não há nenhuma ‘lei divina’, não há nenhuma ‘moral divina’, não existem ‘direitos naturais’. Qualquer tentativa de tal vem de seres humanos tentando mandar & controlar as vidas e mentes de outros seres humanos. O Pirata ignora essas regras, essas regras não são suas, essas idéias não são suas, o Pirata vê o caga-regras como um tolo, um fantoche, ou uma mão, falando no ar, e o deixa falando sozinho. O homem livre não necessita de nada disso. O homem livre é seu único deus, seu único juiz. Esse é o Pirata. O Pirata não deve satisfação a absolutamente ninguém, a não ser a si próprio.

O Pirata pode colocar a foto de Charles Manson ao lado da foto do Papa, quando lhe convém, quando achar necessário, ou quando lhe agradar. O Piratista pode colocar uma foto de Che Guevara ao lado de Jesus, como se fossem a mesma entidade, a Teologia da Libertação fez isso e se safou. O Pirata pode, em um momento, dizer que não deve-se falar em Socialismo Branco e falar sobre o mesmo depois de cinco minutos. Ele está acima de qualquer crítica.

O Pirata não é um Fascista político, ele não dá a mínima pro conceito ou a dita supremacia do Estado sobre a sua própria supremacia individual. O Pirata Racista sabe que a única coisa que conta é a Raça Branca. Mas, poucos lemas ilustram melhor o pensamento de secessão individualista do próprio Estado do que o lema Fascista “Me ne Frego”, ou seja, “não estou nem ai”. O Pirata não está nem ai.

A obediência é o que uma ovelha tem por seu pastor. Idolatria é o que um zumbi mental tem por quem ele vê na televisão, ou quem age como um líder, como o pastor evangélico, independente do absurdo que ele esteja defecando pela boca. Nós não precisamos de pastores, nem de líderes. O Pirata é o seu próprio juiz, o seu próprio líder. Se o Pirata sente que alguém ao seu redor está agindo como um seguidor, ele sente náuseas e nojo por essa pessoa – de imediato.

O Pirata não é uma invenção, não é uma criação ou um ideal. O Pirata é o arquétipo e a Alma Ariana, desde o princípio dos tempos, manifestada hoje. O Pirata é moralmente &, quando necessário, sem hesitar, fisicamente agressivo. O Pirata é hoje, o que nossos antepassados eram antes das “leis dos céus” serem trazidas pelos Judeus que vinham do deserto, com seus péssimos conselhos que, se seguidos ao pé da letra, nos levariam ao suicídio ou à sarjeta. O Pirata Racial nada mais é do que era o viking, o celta, o cossaco, o anglo, o saxão, o galês, o ibero, o gaulês, o normando, o romano, o eslavo, etc. Um mercenário Branco matando peneiradores de diamantes, em Serra Leoa, hoje é mais próximo ao arquétipo selvagem Ariano do que um Nacional-Socialista escritor de condutas pela Internet.

Não deveria ter, e não há, senso de “jogo justo” com nossos inimigos. Esse é um conceito criado pelos Cientólogos, quando alguém tenta lhes prejudicar, as coisas ficam tão simples como preto & branco, nós vs. eles, e tudo para sabotar e tornar a vida do inimigo um verdadeiro inferno é moralmente permitido. E é assim que é com o Piratista, seja o Sistema, seja os amarelos megalomaníacos, seja as bestas narigudas de Israel, sejam os cocôs marrons, sejam os cabeças-de-toalha.

Já foi dito antes, inúmeras vezes, e nós repetimos, que não existe “direito à vida” na Natureza. Não existe direito a absolutamente nada nesse mundo, tudo que você tem pode ser tirado de você, incluindo a sua vida. Não há “moral natural”. O Pirata Racista sabe que, nesse planeta, funciona a lei do mais forte e a sobrevivência do mais apto, vale tudo. Não caia nas armadilhas de “certo & errado”, “bem & mal” de seus controladores - incluindo de outros Racistas. A única moral de um Racista é que o que funciona para a Raça Branca é bom

O Pirata não respeita nenhuma ideologia, que não seja a de quem considera seus amigos, pouco lhe importa qualquer um que não esteja do seu lado da Luta. O Pirata abduz, rouba, seqüestra, se apropria de qualquer idéia, conceito, termo, nome próprio, objeto de arte, ditado, expressão de quem não considera seu amigo. Se o Pirata quiser dizer que a art noveau significa a satisfação & êxtase de um Piratista caçando e degolando um agente do Sistema, ou que pop art é a sensação de alívio depois da primeira defecada - o que as pessoas geralmente apreciam mais do que a “arte” de Andy Warhol-, ele o fará. Ele está acima de respeitar o ‘copyright’, ou ‘propriedade intelectual’ de pessoas que julga serem covardes sem-caráter, negrófilos, ou traidores raciais. Isso também cria para nós uma ponte com a “pirataria virtual” de hoje.

O Pirata Racial não vê a linha divisória entre o “certo & errado” ou “bem & mal” da mesma maneira que o resto da sociedade, essa linha não existe. O Pirata está acima disso. O Pirata não é ortodoxo, nem mesmo um pouquinho. Não há conexão nenhuma entre a moral de algo velho e a moral definida por um Pirata para si próprio. O Pirata não obedece a ninguém, a não ser que saiba que essa pessoa possui uma técnica superior à sua, como de um professor para um aluno, é uma decisão voluntária e tomada de bom senso.

Se em enorme círculo está escrito “O Sistema”, ou “A Sociedade”, o Pirata forma um círculo à parte. É totalmente separado. É totalmente independente. Mas, se houver a oportunidade, o Pirata tomará o que precisar do Inimigo, o Pirata sabotará o Calcanhar de Ferro, assim como um prisioneiro roubaria a comida de seu guarda e tentaria prejudicá-lo de todas as maneiras possíveis.


O Pirata Racista também é um Lobo Solitário, e ele também será um lobo em pele de cordeiro quando for necessário, sem nenhum sentimento de culpa ou peso na consciência. O Piratista tenta sempre se aperfeiçoar na arte de agir e pensar exatamente como uma ovelha do Sistema. Ele fingirá, sempre que quiser, ser um marxista negrófilo, um nigger lover, um hippie, o que for, para fazer o que julgar importante. O revolucionário nada no mar do povo. Ele se infiltrará quando necessário e tomará qualquer medida possível & necessária para mexer os pauzinhos do destino e fazer as coisas tomarem o rumo que deseja. O rumo da agitação popular, caos social & Revolta Branca.

Quando o Sistema lê a Ética Revolucionária, de Pedro Varela, ele sabe exatamente o que esperar do Racista. Ele conhece a “ética” mundana, terrena e demasiada humana do Racista “Ético”. Ele sabe o que o Racista Pedro Varela escreveu e comandou suas ovelhas seguirem, pensarem & acreditarem. Ele sabe do próximo movimento e próximo passo antes mesmo do que os próprios Racistas “Éticos” que tomarão esse passo. Um livro, ou um código de conduta “honrado”, sobre como combater o Big Brother é como dar uma bola de cristal, um guia, um manuscrito de planos, nas mãos do próprio inimigo. O Sistema lê o comportamento & a moral de todo o “movimento” como se estivesse lendo um livro de Pedro Varela, ou de David Myatt. Na verdade, uma dúzia de textos de David Myatt, lidos pelo Sistema, o confundiria. Mas o Big Brother não sabe ler o Pirata. O Piratista lê e "segue" apenas Nietzsche & Ragnar Redbeard, ele pensa como um martelador, um virgem & ignorante de morais, um esmagador de regras “éticas” escritas por outros.

Agora, um Pirata sabe que o Sistema é seu inimigo mortal e, quando necessário, fará o possível para destruí-lo, desconsiderando totalmente a linha divisória humana moral convencional do dito “senso-comum”, ou “bom senso” da Sociedade da Terra Plana. O Pirata não está aguardando as ordens ou o comando de ninguém. O Pirata não deve satisfação ou obediência a absolutamente ninguém, além de sua própria consciência.

O Sistema não sabe o que esperar do Pirata. O Sistema criou regras, leis, regulamentos & constituições para si próprio – apesar de quebrá-las quando necessário para aprisionar um Racista -, o Pirata Racial está acima disso, não possui regra alguma. Ele está, pelo princípio da economia & racionamento de princípios, um passo à frente do próprio Sistema. O Pirata Racista é TOTALMENTE IMPREVISÍVEL.

Salve o Ano Zero!


A White International
2010

8 comentários:

  1. Contra o terror a única arma é o terror!
    Piratas e mercenários racistas unidos!

    Zyklon & WHITE DIAMOND DEATH
    OLD ORDER WORLD WIDE

    ResponderExcluir
  2. VC´S USAM MUITOS CODIGOS

    O QUE QUER DIZER AFINAL:

    Zyklon & WHITE DIAMOND DEATH
    OLD ORDER WORLD WIDE?

    ResponderExcluir
  3. Tst, tst.

    Os outros textos são mais inteligentes. O seu "piratismo racista" soa como uma reafirmação do individualismo que já existe.

    "O homem livre não necessita de nada disso. O homem livre é seu único deus, seu único juiz. Esse é o Pirata. O Pirata não deve satisfação a absolutamente ninguém, a não ser a si próprio."

    Isso é aplicável (e usado já ha muito tempo) a qualquer raça. Isso vale até mesmo para um branco que vende contra sua própria raça, é como ele obtem satisfação e se mantém coerente com "sua moral pessoal".

    Se a sociedade não tiver de ser maior que o indivíduo, qual a justificativa para lutar pela raça branca? Um branco que procria com uma não-branca também é um pirata, uma vez que segue todas as suas regras para satisfação própria. A luta pela Raça não é para criar uma sociedade Da Raça e para a Raça?

    ResponderExcluir
  4. Não, não soa não. Ou você não leu direito ou está fingindo que não entendeu. Claramente, o artigo se chama Piratismo RACISTA por possuir caráter racial, do contrário se chamaria outra coisa. A questão de lealdade a Raça Branca está clara e explícita e um 'pirata branco' que procria com uma não-branca não se enquadraria como racista, se enquadraria?

    Se você não consegue compreender a diferença entre libertação e emancipação mental (a verdadeira revolução pessoal) e o conceito de individualismo (a sua percepção e sentimento de poder sobre si próprio, como indivíduo) em contraste com o individualismo e egoísmo materialista deveria ler Nietzsche.

    A Raça Branca é uma raça de pensadores livres e revolucionários, seja nas artes ou ciência, e não de pessoas engolidas pelo pensamento contemporâneo das massas.

    ResponderExcluir
  5. http://www.stormfront.org/forum/stormfront-en-espanol-y-portugues/730523.htm

    ResponderExcluir
  6. Como entao podemos trabalhar para obter exito em nossa luta?

    ResponderExcluir
  7. hahahah...o melhor êxito possível a todos você é fazerem um exame de DNA. Vão lá, pessoal...Aliás, como brancos evoluídos e super superiores,naturalmente têm um punhado de dinheiro para fazer este teste. Ou não? ha ha ha...Se descobrirem que são negros (brasileiros) árabes ou judeus (de Portugal) eu adoraria ver vocês com essa cara de babacas como o ultra-direitista branco Garry Bushell, quando descobriu que na verdade ele era negro: https://www.youtube.com/watch?v=GaHe8_qpfJM Caras, eu já fiz meu teste. Eu sou branco!E vocês?

    ResponderExcluir