terça-feira, 16 de março de 2010

The Order: A Irmandade Silenciosa

The Order "Bruder Schweigen" foi formada por Robert Jay Matthews, em fins de setembro de 1983. Seu propósito era deixar de falar e atuar até conseguir o estabelecimento de um estado americano branco, no noroeste do Pacifico e, finalmente a vitória Ariana Total. Depois de décadas paradas, estes bravos homens arriscaram suas vidas para assegurar a existência de nossa gente e um futuro para as crianças brancas.

Em seu primeiro ano, The Order começou acumulando um fundo de guerra para sua própria Revolução, quando 3 dos membros, desapropriaram 369 dólares de uma locadora de pornografia, em Spokane, Washington. Imediatamente depois o grupo lançou uma operação de falsificação, no complexo da Aryan Nations, em Hayden Lake, Idaho, que foi desarticulado imediatamente, quando o membro, Bruce Carroll Pierce, foi preso por passar uma nota falsa de 50 dólares. Pierce foi condenado, mas fugiu da justiça e ficou na clandestinidade ate 1985. Antes do fim de 1983, Robert Mathews liberou fundos de um Banco de Seattle no valor de 25,000 dólares.

A obtenção de fundos aumentou no ano seguinte. Em março de 1984, membros da Ordem, distraíram a atenção da ação policial fazendo explodir uma bomba em um teatro de Seattle, enquanto outros membros assaltavam um furgão blindado estacionado fora de um armazém, apropriando-se de 500,000 dólares.

Uma das “vitimas” da The Order foi Alan Berg, um controvertido locutor de uma rádio de Denver. Berg foi assassinado fora de sua casa em junho de 1984, com isso terminaram seus contínuos vômitos de retórica anti-Ariana em seu programa de chamadas telefônicas. Desde então, membros da The order têm sido condenados pelo assassinato, quando todas as evidencias se baseavam em provas circunstanciais e falso testemunho.

Na mesma época do assassinato, membros da The Order reiniciam suas operações de falsificação e assaltam um carro blindado próximo a Ukiah, California. Este assalto proporcionou o maior montante do grupo, cerca de US$3.800.000 - a maior soma na história dos carros blindados, que foi usada em parte, para compra de veículos, equipamentos e armas. O grupo também comprou terras em Idaho e Missouri, para campos de treinamento guerrilheiro e principalmente entregou dinheiro a amigos Racistas, numa tentativa de unificar os vários grupos. Dizem que o grupo pretendia assaltar a maior câmara blindada da Brinks, em San Francisco, onde, supõe-se haveria cerca de 50 milhões de dólares.
Durante o trabalho da Brinks, Mathews abandonou uma pistola pela qual o FBI seguiu a pista até a caixa postal de outro membro da The Order. Ao mesmo tempo, Tomaz Martinez era preso em Filadélfia por passar dinheiro falso. Martinez chegou a um acordo , convertendo-se em um informante do governo e voltou a Portland, Oregon, para encontrar-se com Mathews e com o leal membro da The Order Gary Yarbrough.

Os agentes cercaram o Hotel na manha seguinte. Mathews, com a pistola na mão, respeitou a vida de um policial, apenas ferindo-o antes de fugir. Yarbrough foi preso ali mesmo. Reconhecendo seu equivoco, Mathews jurou não voltar a ser piedoso novamente. O FBI seguiu Mathews ate Whidbay Island, em Washington, onde em dezembro foi sitiado por forças do FBI, BATF, Estado e da SWAT local ( com a cooperação total da marinha dos EUA). Durante 36 horas, repeliu sozinho os ataques de 500 agentes, incluindo um helicóptero, até que bombardearam a casa e Mathews foi queimado vivo.

Bruce Pierce havia se tornado um fugitivo e esteve na lista dos 10 homens mais procurados do FBI ate sua captura. O ultimo membro da The Order a ser preso foi Richard Scutari, em Abril de 1985.
Em dezembro de 1985, nove homens e uma mulher - todos membros do grupo - após julgamento em Seattle. Foram sentenciados a penas de 40 a 100 anos de prisão, bem como a enormes multas. David Tate, foi condenado num processo a parte pelo assassinato de um patrulheiro do Missouri e foi condenado a prisão perpetua.

Além disso, 12 antigos membros foram declarados culpados de vários crimes e se converteram em testemunhas contra seus camaradas, em troca de sentenças mais leves. Estes traidores incluem Thomas Martínez, James Ellison, Kenneth Loff, Ardie McBrearty, Robert Merki, Glenn Miller, Charles Ostrout, Denver Parmenter, Randall Rader, e Bill Soderquist.

Logo, quatro dos membros presos da The Order, foram novamente julgados no tribunal federal de Juiz Matsch, em Denver. As acusações eram conspiração para negar a Alan Berg seus direitos civis, porque ele era judeu e tinha um emprego lucrativo. Neste processo David Lane e Bruce Pierce foram outra vez condenados e sentenciados a mais 150 anos de prisão.

Como se tudo isso não fosse o suficiente, os federais apresentaram acusações de Sedição (conspiração para derrubar o governo dos USA) contra os leais membros da The Order, Richard Scutari, Bruce Pierce e David Lane, o que se traduziu nos processos de Fort Smith. Todos, incluindo Louis Beam e Richard Butler, foram absolvidos.

Todos os leais membros da The Order permanecem desafiantes e dedicados a vitória da 14 palavras. Muitos membros encarcerados, o mais notável é David Lane, continuam a propaganda de suas celas e seguem exercendo influência no movimento. Alguns sustentam que ele é mais perigoso para o Sistema agora do que antes de sua captura.

14 Palavras: Devemos assegurar a existência de nossa Raça e um futuro para as crianças Brancas.
(Fonte: Valhalla 88 Staff)

Nenhum comentário:

Postar um comentário